quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Corinthians vacila e deixa o Fla empatar




Estava tudo do jeito que Ronaldo queria. Provocado mais uma vez pela torcida do Flamengo com travestis, o Fenômeno deu o troco com um gol marcado, mas o Corinthians sofreu o empate contra o rival carioca e perdeu a chance de se tornar líder isolado do Campeonato Brasileiro.

O resultado deixou três times igualados em número de pontos (54) na liderança da competição: Fluminense, Corinthians e Cruzeiro. Mas o time carioca é o primeiro colocado nos critérios de desempate. Vale lembrar que acontecerão mais nove jogos para finalizar a rodada 32 da competição. Por isso o Flamengo, 13º com 39, corre o risco de ver a zona de rebaixamento mais perto.

O jogo começou estudado, com o Corinthians recuado buscando atuar no erro do Flamengo e marcando os laterais, que são a principal arma do adversário. Tite conseguiu repetir a escalação da vitória contra o Palmeiras, algo inédito atualmente no time paulista.

Luxemburgo, por sua vez, surpreendeu ao escalar três atacantes em campo: Diego Maurício, Diogo e Deivid, o ataque 3D. Mas mesmo mais ofensivo, o Flamengo teve dificuldades de escapar da marcação do adversário.

Por conta da forte marcação e o jogo tático do Corinthians, o duelo no primeiro tempo teve poucas chances de gol. Mas quando a bola foi para o gol, os arqueiros Marcelo Lomba e Julio Cesar fizeram um bom trabalho.

Porém, um lance mudou a cara da partida: Ronaldo recebeu belo passe na área e, numa mostra de que não esqueceu o caminho do gol, tocou com categoria na saída de Lomba e comemorou muito contra o seu ex-time do coração.

- A gente está errando muito passe. Não adianta ter atacantes se não tiver boa qualidade no passe - reclamou o flamenguista Diogo na saída para o intervalo. - Vamos tentar ter mais concentração no segundo tempo.

Mas nem bem as duas equipes voltaram para o segundo tempo, um lance de bola parada igualou novamente as condições de Flamengo e Corinthians na partida, pois culminou no empate com Diogo.

A partir daí, o jogo ficou aberto, pois o empate não interessa a nenhuma das duas equipes, já que o Corinthians perderia a chance de ser líder isolado e o Flamengo de se afastar da zona do rebaixamento.

Porém, as chances passaram a ser escassas. A melhor oportunidade, por incrível que pareça, foi um contra-ataque puxado por Ronaldo que terminou com um tropeção bisonho do atacante do Corinthians. No final, 1 a 1, resultado ruim para as duas equipes.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Eles não sabem o significado da palavra Fiel.

Fonte: Ig esportes

Os institutos de pesquisa apontam o Flamengo como clube de maior torcida do Brasil. Mas, nas estatísticas da CBF para o Campeonato Brasileiro de 2010, o Corinthians, adversário dos cariocas nesta quarta-feira, inverteu a balança. O fato pode ser facilmente explicado pelos atrativos que o Flamengo perdeu, como Bruno, Adriano e Vágner Love. E pelos que o Corinthians manteve, como Ronaldo, Roberto Carlos e a luta pelo título. Difícil, porém, é esclarecer a disparidade nas arrecadações.

Em 2009, por exemplo, o Corinthians, em sexto lugar no ranking de média de público, ficou perto de igualar a arrecadação total do Flamengo, campeão nacional e mandando suas partidas no Maracanã, que tem o dobro da capacidade do Pacaembu. Com quase a metade de público total - 384.043 torcedores do Corinthians, 760.677 do Flamengo -, a equipe paulista arrecadou só R$ 2 milhões a menos que os cariocas, que somaram R$ 14,5 milhões.

A comparação com 2010 ilustra a diferença. Sem brigar pela taça, assim como o Corinthians em 2009, o Flamengo arrecadou neste ano menos do que a metade dos corintianos: R$ 6,3 milhões, contra R$ 13,8 milhões do clube paulista.

Os números que dão essa vantagem passam principalmente pelo valor dos ingressos cobrados no Rio de Janeiro e em São Paulo, pela campanha dos times no torneio e também pelo número de meias-entradas que na média são vendidas por jogo de cada clube como mandante neste Brasileiro.

O Corinthians já recebeu 428.780 espectadores em 16 rodadas como mandante, liderando a lista. O Flamengo, com 282.191 espectadores, é o sexto colocado, mas em 15 rodadas como mandante. Ceará, Fluminense, Botafogo e Grêmio estão entre os dois adversários desta quarta-feira. A média de torcedores corintianos por jogo é de 26 mil, enquanto a de flamenguistas em jogos no Rio é de 18 mil.


Pacaembu lotado: na briga pelo título, Corinthians aumentou arrecadação em 2010

Ingressos mais caros favorecem paulistas
A boa campanha do Corinthians, que por um turno inteiro não perdeu pontos no Pacaembu, favorece a procura por ingressos, mesmo que alguns setores do estádio sejam bem mais caros do que a média em outras arenas. Enquanto no Engenhão o Flamengo cobra ingressos entre R$ 30 e R$ 60, no Pacaembu a entrada mais cara chega a R$ 180. A arquibancada, contudo, custa o mesmo em ambas as praças.

O Corinthians lidera o ranking entre os 20 clubes da Série A em arrecadação. O Flamengo é o terceiro, atrás do Fluminense. Em 2010, o time paulista arrecada em média mais que o dobro do Flamengo: R$ 866 mil por jogo contra R$ 423 mil. Já em 2009, a renda média do Flamengo foi de R$ 766 mil por jogo. A do Corinthians, segundo clube que mais arrecadou no ano passado, foi de R$ 658 mil.

Meia-entrada, o pesadelo do clube carioca
Não bastasse o preço dos bilhetes, há um ponto que faz toda a diferença a favor dos paulistas. “O que causa muito impacto na renda é o número de meias-entradas. Me parece que no Rio é bem maior do que em São Paulo”, diz Harrison Baptista, diretor-executivo de marketing do Flamengo.

E é mesmo. De acordo com os borderôs dos últimos clássicos no Rio e em São Paulo, entre Vasco e Flamengo e entre Corinthians e Palmeiras, no Engenhão houve mais torcedores que pagaram metade do valor do ingresso do que os que pagaram pelo valor integral da entrada. Exatamente o oposto do que aconteceu no Pacaembu.

No clássico carioca, que teve o Vasco como mandante, 9.098 torcedores entraram no Engenhão depois de pagar pela entrada inteira e 12.421 pagaram a metade do valor em diferentes setores. Já no Pacaembu, dos 22.162 torcedores que compraram os ingressos nas bilheterias, 13.165 adquiriram a entrada inteira e 8.997 pagaram meia-entrada.

Enquanto no Pacaembu a renda bruta foi de R$ 1.085.883,50, no Engenhão o montante foi de R$ 575.820,00. Como é de praxe em alguns clássicos, a renda líquida foi dividida nos dois jogos. Em São Paulo, excluídas as despesas, Corinthians e Palmeiras dividiram igualmente R$ 693.411,94, rendendo R$ 346.705,97 para cada clube. No Rio, a receita líquida foi de R$ 278.041,16, o que rendeu R$ 139.020,58 para Flamengo e Vasco. A curiosidade, no entanto, é que o Vasco, mesmo sendo o mandante, não recebeu um centavo devido a três penhoras nos valores de R$ 27.804,12; R$ 41.706,17 e R$ 69.510,29. O Flamengo saiu com R$ 104.265,44.

Corinthians aposta em fidelização
Além das meias-entradas, com o programa Fiel Torcedor, no qual corintianos pagam uma mensalidade para ter preferência na compra de ingressos, o clube paulista vendeu outros 10.221 bilhetes com abatimento aos associados.

Os descontos não chegam a ser de 50%, como no caso da meia-entrada, e até por isso o prejuízo ao clube não é tão grande como no caso do Flamengo. No clássico contra o Palmeiras, o Fiel Torcedor que comprou ingresso para a arquibancada, por exemplo, ao invés de pagar os R$ 30 da inteira, pagou R$ 19, R$ 4 a mais que a meia-entrada.

Ao todo, foram 7.521 torcedores que usaram o cartão de fidelidade para assistir ao jogo da arquibancada. Numa conta simples, esses R$ 4 na diferença entre a meia-entrada e o valor pago pelo Fiel Torcedor rendem R$ 30 mil a mais para o clube. Sem contar as taxas anuais pagas pelos torcedores para aderir ao programa, que variam de R$100 a R$1.200.

No Pacaembu, o Corinthians paga R$ 50 mil de aluguel para jogos de dia e R$ 62,5 mil para as partidas noturnas, ou seja, a quantia que o clube arrecada com o programa ajuda a abater essas despesas.

Fla quer acostumar torcida ao Engenhão
No Flamengo, a meta é fazer o torcedor se acostumar ao Engenhão para poder voltar a ter rendas satisfatórias. “A questão mais importante agora é criar o hábito do torcedor de ir ao Engenhão. É complicado. Estamos fazendo um espaço do Flamengo em todos os jogos atrás da arquibancada, com loja, música, mascotes, uma área de entretenimento... E a loja está vendendo bem”, afirma Baptista.

O próximo passo do Flamengo é cadastrar seus torcedores, segundo Batista. “Está entrando agora a área de cadastramento do torcedor com brindes. Para o ano que vem, poderemos vender alguns camarotes, mas antes a gente precisa fazer o torcedor aprender o caminho do Engenhão”.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Depois de vencer o porcú na estréia, Tite segue ganhando presentes de S.Jorge. Dente está voltando!



Ao contrário de Adílson Batista, o novo técnico do Corinthians, Tite, só recebe boas notícias do departamento médico. Após contar com a volta do meio-campista Bruno César, que marcou o gol da vitória sobre o Palmeiras neste domingo (24), o gaúcho está perto de ter à disposição mais um atleta considerado titular: o atacante Dentinho.

Nesta segunda-feira (25), o camisa 31 participou de uma intensa atividade na caixa de areia ao lado do atacante Souza e do zagueiro Paulo André. O primeiro busca readquirir a forma física após tirar uma "folga" (motivada, principalmente, pela pressão da torcida corintiana). O último, assim como Dentinho, também está em estágio final de recuperação.

Dentinho lesionou a coxa direita no dia 8 de agosto, contra o Flamengo. Após 13 rodadas de fora, ele retornou aos gramados no jogo diante do Atlético-MG, no dia 6 de outubro. Contudo, ele sentiu dores musculares no início da partida e deixou o campo.

Acompanhado de perto pelo departamento médico, o atleta correu pelo Centro de Treinamento Joaquim Grava no último sábado (23) e, nesta segunda-feira, mostrou estar perto de voltar a vestir a camisa do Timão.

Com o retorno de Dentinho, Tite ficará perto de ter a força máxima. O único desfalque importante é Jorge Henrique, que não sabe se voltará a atuar nesta edição do Nacional.

A previsão mais realista é de que Dentinho tenha totais condições de enfrentar o Avaí, no dia 3 de novembro, no estádio do Pacaembu. Até lá, a dupla de ataque deverá ser Ronaldo e Iarley.

Assim como o corintiano,Tite também quer de volta o futebol bonito do 1°semestre

Fonte: Globoesporte.com.br

Durante a semana, o técnico Tite falou que cobraria do Corinthians um futebol bonito, vistoso, como aquele que foi mostrado pelo clube no primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Passada a estreia, com vitória sobre o Palmeiras, e com o fim do ambiente conturbado, essa cobrança já virá contra o Flamengo.

Na quarta-feira, às 22h, o Timão encara o Rubro-Negro no Engenhão, no Rio de Janeiro. E lá Tite quer ver um Corinthians mais solto, com melhor desempenho.

- O Palmeiras foi só o primeiro passo. Agora, a preparação é para o jogo com o Flamengo. É importante termos a consciência de que podemos ter um melhor desempenho – comentou o comandante da equipe alvinegra.

Em sua coletiva depois do triunfo no clássico, Tite voltou a repetir o discurso usado durante a semana, quando justificou o porquê da cobrança para jogar bonito.

- No próximo jogo, nós temos que jogar para ganhar e jogar bem. Porque se não tivermos uma boa atuação, lá na frente vamos perder. É a lei da bola. Desempenho é fundamental, tanto individual quanto coletivo – acrescentou Tite.

A 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, no fim, foi boa para o Corinthians. Agora com 53 pontos, o Timão continua na terceira colocação, mas a apenas um ponto do vice-líder Cruzeiro e do líder Fluminense, empatados com 54.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

BC: Só volto se estiver 100%




Há sete jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Corinthians entrou em crise recentemente. E para sair dela espera contar com o retorno de Bruno César no domingo, no clássico com o Palmeiras, às 16h, no estádio do Pacaembu. Embora o meia esteja treinando normalmente, ele ainda não sabe se terá condições. Ou melhor: se não se sentir 100% vai pedir para não entrar em campo.

- Estou com 70% das minhas condições. Tomara que até lá eu atinja 100%. Se por acaso não estiver, vou pedir para não jogar – falou o camisa 10 do Timão.

Com uma lesão muscular no músculo posterior da coxa direita, Bruno César ficou fora da derrota para o Vasco, por 2 a 0, no Rio de Janeiro, e também do empate por 0 a 0 com o Guarani, em Campinas. Sua última partida foi no tropeço diante do Atlético-GO, que venceu o Corinthians por 4 a 3 no Pacaembu. Mesmo ficando fora, o jogador segue como vice-artilheiro do Nacional, com 11 gols.

- Sinceramente, eu não estou pensando nisso. Meu primeiro objetivo é ser campeão brasileiro. Na verdade eu fiz muitos gols no Brasileiro, mas nem é a minha característica. Não é o meu estilo – comentou o meia corintiano.

Roberto Carlos Comemora: Até que enfim vou jogar esse clássico.



No Campeonato Paulista, foi expulso e sua participação não durou sequer 8 minutos. No primeiro turno do Brasileirão, ficou de fora pois cumpria suspensão. Neste domingo, Roberto Carlos enfim espera atuar durante toda a partida no clássico contra o Palmeiras.

“Foi uma pena. No primeiro clássico fui expulso e no outro estava suspenso. Até que enfim vou jogar, espero aguentar os 90 minutos. É uma equipe que respeito muito, pretendo fazer um grande jogo”, afirmou Roberto Carlos à ESPN Brasil.

O camisa 6 corintiano ganhou destaque no futebol quando apareceu no Palmeiras, no início de sua carreira nos anos 90. Apesar de hoje defender as cores do Timão, o lateral acreditar ter respeito da torcida rival.

“Me dou muito bem com palmeirenses, com torcedores do São Paulo, todo mundo me respeita. Claro que existe rivalidade, mas a imagem do Roberto é respeitada”, afirmou.

Corinthians e Palmeiras se enfrentam neste domingo, às 16h, no Pacaembu.

Esperamos que ele não seja expulso novamente antes dos 10 minutos e deixe o time bambo. Dessa vez não teremos o JH pra tapar o buraco na lateral esquerda.

Vai pra cima Coringão!!!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Boa impressão no 1° treino de Tite no Coringão

Fonte: globoesporte.com.br

Há apenas um dia no Brasil, Tite não quer perder tempo na tentativa de tirar o Corinthians da crise. Nesta tarde de quarta-feira, o gaúcho comandou o primeiro treinamento com bola, no CT Joaquim Grava, para conhecer o elenco. Apesar de ainda não esboçar uma escalação para o clássico contra o Palmeiras, domingo, às 16h, no Pacaembu, o treinador viu o bom desempenho do garoto William Morais, autor de três gols na atividade.

Tite treino Corinthians

Depois de conceder entrevista coletiva na sala de imprensa, Tite foi ao campo por volta das 16h, dividiu o grupo de 20 atletas em dois e distribuiu coletes. Rapidamente, brincou com alguns jogadores explicou o objetivo do trabalho.

Na equipe de colete azul foram escalados: Alessandro, Defederico, Leandro Castán, Chicão, Roberto Carlos, Elias, Jucilei, Dodô, Iarley e Boquita. Sem colete atuaram: Paulinho, William Morais, Edu, Moacir, Thiago Heleno, William, Ralf, Ronaldo, Danilo e Bruno César. Os goleiros Julio Cesar, Rafael Santos e Bobadilla se alternaram.

Na atividade, usando apenas metade do gramado, os jogadores não podiam dar mais do que dois toques na bola. A região central do campo servia como base. Cada vez que uma das equipes roubava a bola do adversário era obrigada a lançá-la ao goleiro, no circulo central, dando início a uma nova jogada e tendo que finalizar no gol de fundo.

Os azuis levaram a melhor, com grande atuação do meia-atacante William Morais, de apenas 19 anos, reserva imediato do setor ofensivo e de criação. Ele marcou três dos cinco gols da vitória por 5 a 3. Paulinho e Edu completaram. Roberto Carlos, Defederico e Chicão anotaram para o time sem colete.

Avante Timão de volta!



Desde 18 de Outubro de 2009 muitas coisas aconteceram no Coringão,Foram 364 dias de inatividade nesse blog.
Perdemos a chance do bi campeonato paulista,priorizando a tão sonhada Libertadores do Centenário que escapou frente a um time xinfrim do Flamengo,ganhamos um CT novinho,o Fielzão parece que vai virar realidade, nosso Mano da Fiel foi embora e assumiu a seleção brasileira.....a única coisa que ainda continua inalterada é a presença do Sousa no elenco.........Meu Deus!!!! O Coringão então foi rápido e contratou Adilson Batista, ex zagueiro campeão do mundo pelo Coringão em 2000 e quase uma unanimidade entre os corintianos.
Adilson pegou o time líder na tabela, forte e mortal no pacaembú. Após algumas experiencias bem ao estilo Prof. Pardal,conseguiu perder pro Atl-MG e Atl-GO e foi mandado pra casa. Foi tarde, o Corinthians não é time pra aspirante a técnico fazer experimentos.
Perdemos também muitos jogadores por lesões mas continuamos firmes na briga,4 pontos atrás do líder Cruzeiro e com o confronto contra o time celeste ainda por vir. Temos totais condições de tirar a diferença.....Só não pode mais vacilar.
Hoje o técnico Tite foi apresentado, chega com a confiança da diretoria e da torcida. é bem verdade que uma ala das organizadas não curtiu muito a idéia mas o Corinthians não é das organizadas. Esses por sua vez deveria é pagar mensalmente ao clube pelo uso do escudo em seus uniformes. Nem camisa oficial esses caras compram,ingressos na grande maioria são cedidos pelo Andrés Sanches por isso devem apoiar a decisão por sua contratação e fazer a parte que cabe a torcida que é torcer na arquibancada e não invadir CT pra fazer arruaça.
Esperamos que o Tite possa ter tranquilidade nesse retorno ao clube e possa fazer o time retomar o caminho das vitórias.
Ocorrendo isso, tenho certeza que o caneco no final do ano irá para a zona Leste.
Vai Corinthians!

domingo, 18 de outubro de 2009

Corinthians perde pro Xspórt


Com um time sem comprometimento e sem o mínimo de vontade de vencer, o Corinthians foi até Recife passear e volta pra SP com uma justa derrota para o Xspórt Recife. Com um futebol digno de NADA, o Corinthians penou no pasto da Ilha do Retiro e tomou de 2x0, curiosamente gols de Arce e Wilson, dois jogadores preteridos pelo técnico Mano Menezes. O Corinthians não jogou nada, tomou um baile e ainda perdeu de pouco. Poderiam ao menos jogar bola e honrar a camisa que vestem. Como torcedor Corintiano,tenho apenas que lamentar o chinelinho e a má vontade dos caras que acham que pq ganharam 2 títulos na temporada podem tirar o pé há essa altura do campeonato.Perder um jogo é algo aceitável..............perder por 2x0 pro vice lanterna, com gols de Arce e Wilson é demais. Mano que se cuide....................a batata tá assando e contra o Cruzeiro,semana que vêm, o bicho vai ter de pegar ou então o perigo começará a rondar o Pq. São Jorge. HONRA E SERIEDADE CORINTHIANS!!!!!!! NOSSA PACIENCIA E NOSSO AMOR TEM LIMITES!!!!

sábado, 17 de outubro de 2009

Imagem do Fim de semana


Em final de semana de Formula 1 em SP, Rubinho segue representando a nação corintiana por onde vai.Dessa vez chegou à Interlagos fardado com a camisa do Timão. Vai Rubinho, a torcida do Timão torce pelo seu sucesso. Bambi Massa é o k-ralho...........

Pedreira pra seguir seguro.


Depois de vencer o Grêmio em Sp e uma folga na semana, o Corinthians retorna a rotina de trabalho e vai a Recife encarar o Sport no pasto da Ilha do Retiro. O Xspórt ocupa a 19° posição na tabela e figura entre os possíveis rebaixados para a disputa do série B em 2010. Já o Corinthians é o 8° e joga apenas pra se manter longe do risco. Mesmo após assegurar dois títulos na temporada e ensaiar a briga pelo Campeonato Brasileiro, o Coringão tropeçou mais do que podia,perdeu importantes peças do time na janela de tranferência em Agosto, sofreu com atletas contundidos e deu adeus as esperanças de título. Mesmo assim, deve entrar em campo sempre pra ganhar e honrar a camisa e a torcida que nunca o abandonou. Será um jogo duro, os pernambucanos virão com tudo pra tentar sair da degola.O Corinthians por sua vez deve mandar a campo alguns atletas que ainda não mostraram pra que vieram,casos de Edno e Matias Defederico. O técnico Mano Menezes não divulgou a escalação do time mas tudo indica que o Corinthians vá a campo com a seguinte formação: Felipe,Balbuena,William,Chicão e Marcelo Oliveira;Jucilei,Marcelo Mattos(Defederico) e Elias;Jorge Henrique,Dentinho e Edno
Torcemos pela honra e que os jogadores que entrarem em campo se lembrem que jogar em um clube do tamanho do Corinthians já é a motivação para desempenhar um bom futebol
VAI CORINTHIANS!!!!!!!!!!!!!!!!!


Corinthians consegue aumentar capacidade de público no Pacaembú

A grande chance de o Corinthians ser um dos cabeças-de-chave na Libertadores não empolga Mano Menezes. Vice-campeão do torneio em 2007, à frente do Grêmio, o comandante alvinegro não vê tal fator como algo determinante para o futuro da equipe na competição. Já a ampliação da capacidade do Pacaembu animou o treinador.

- Com o Grêmio, duas equipes do nosso grupo foram para as semifinais e outras que tinham a condição de favoritas ficaram pelo caminho. A Libertadores é momento, é preciso estar forte na hora - argumentou.

Campeão da Copa do Brasil, o Corinthians é o único time do país garantido na Libertadores de 2010. No ano passado, o Sport também avançou como vencedor do torneio brasileiro, mas perdeu a condição de cabeça-de-chave para a LDU, então atual campeã continental.

- O Sport não foi cabeça-de-chave, mas avançou e poderia muito bem ter ido mais longe. Surpreendeu seus adversários, talvez até por falta de tradição. Isso só comprova que tradição só faz sucesso no carnaval - emendou Mano.

Por outro lado, o treinador ficou bastante satisfeito com a ampliação da capacidade do Pacaembu, liberado para receber 40.199 torcedores. Com isso, caso o Corinthians chegue à reta decisiva da Libertadores, poderá continuar jogando no estádio municipal.

- O melhor é sempre iniciar e terminar uma competição no mesmo estádio, do contrário cria um fato negativo de última hora, como já aconteceu com outros clubes brasileiros - opinou Mano, lembrando que em 2005 o Atlético-PR mandou a primeira final contra o São Paulo no Beira-Rio, em Porto Alegre. Na oportunidade, a Arena da Baixada não tinha a capacidade mínima exigida pelo regulamento.

sábado, 10 de outubro de 2009


Ao Corinthians não resta mais nenhum objetivo no Brasileirão, mas a pressão começa a incomodar depois de cinco jogos sem vitória. Já o Grêmio mantém esperanças de conseguir uma vaga na Taça Libertadores da América de 2010. Portanto, o jogo deste sábado, às 16h10m, no estádio do Pacaembu, promete uma disputa intensa. Um joga por tranquilidade. O outro, por um sonho.

Na 12ª colocação, com 38 pontos, o Timão, já com vaga na Libertadores por conta da conquista da Copa do Brasil, está longe da briga pelo título e também não está ameaçado pelo rebaixamento. O Tricolor Gaúcho, por sua vez, tem 41 e figura na sétima colocação. Um triunfo na capital paulista é a motivação que a equipe precisa para continuar na briga por uma das quatro vagas que restam aos brasileiros.

- Vou sempre torcer pelo Corinthians quando o Grêmio não estiver envolvido, mas eles já estão com a vaga garantida na Libertadores, e nós ainda estamos correndo atrás. Sei que a pressão por bons resultados do lado deles deve estar sendo enorme, mas temos que cumprir com a nossa obrigação e lutar pelos três pontos - disse o volante Túlio, que no começo deste ano defendeu a equipe alvinegra.

Realmente, a pressão no Timão está começando a ganhar corpo. A equipe não vence há cinco rodadas, com três empates fora de casa (Coritiba, São Paulo e Fluminense) e duas derrotas como mandante (Goiás e Atlético-PR). O mau momento fez o treinador Mano Menezes chamar o elenco para uma conversa de 20 minutos na sexta-feira.

- O normal é vencermos dentro de casa, com boas atuações, mas nas últimas rodadas não temos conseguido. Minha conversa com eles foi nesse sentido, de encontrar novamente o caminho no Pacaembu. Se tivéssemos agregados aos empates vitórias dentro de casa, estaríamos em melhor colocação - avaliou o comandante.

Timão reforçado

O técnico Mano Menezes não está satisfeito com o rendimento do Corinthians no Brasileirão, mas ao menos ele tem o que comemorar para o jogo deste sábado: os retornos de Chicão e Ronaldo. O zagueiro está recuperado de um problema muscular na coxa direita. O atacante, de uma tendinite no joelho direito

Assim, o treinador deve voltar a usar o esquema com três atacantes, colocando Ronaldo ao lado de Dentinho e Jorge Henrique. No meio, a tendência é que permaneçam Marcelo Mattos e Elias, com Jucilei voltando para o banco de reservas. O treinador alvinegro, no entanto, mantém o mistério para a partida.

- Momentaneamente, a formação está muito aberta. Já tivemos um esquema mais seguro, com três atacantes, mas agora não está mais tão seguro. Temos de encontrar soluções, mas está difícil - despistou o treinador do Corinthians.

Na zaga, o ponto positivo para o Timão é o retorno da dupla Chicão e William, símbolo das conquistas do Paulistão e da Copa do Brasil. Por conta de lesões e suspensões, os dois não jogam juntos desde a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG, há nove rodadas.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Descaso..........


O Corinthians anda irreconhecível. Depois de um primeiro semestre perfeito, dois títulos na temporada sendo um deles de forma invicta, o Timão tirou o pé do acelerador e está se acostumando a vexames. O pior de tudo é que os maiores vexames estão ocorrendo como mandante,no Pacaembú quase sempre lotado. há duas semanas foi o Goiás quem bateu.......no último sábado, o carrasco foi o Atlético-PR. O pior, dois péssimos resultados e desempenho pífio do sistema defensivo. Era sabido que com a saída de André Santos e Cristian o time perdesse um pouco a pegada,caracteristica que fez o Corinthians vencedor do começo do ano. O Mano chamado menezes tem armado o time com uma defesa suplente ( Chicão e Willian no DM) e os reservas não estão respondendo como gostaríamos. Paulo André é muito irregular em suas atuações e Diego é ruim mesmo. Renato então, parece que enche as cuecas quando entra em campo. O fato é que precisamos urgente arrumar uma solução para a AV. Marcinho. Pelo menos dois gols do Atletico-PR foram construidos por esse setor do campo. Jucilei e Jorge Henrique são os únicos jogadores que parecem jogar de forma séria. O badalado Defederico precisa urgente de um trabalho para ganhar um pouco de força física. Bem que Ronaldo poderia "doar" um pouco de sua gordurinha, gordurinha essa que o está atrapalhando em lances de velocidade ou que exija mais mobilidade de nosso adiantado.Marcelo Mattos está péssimo e o que dizer do piruzão do Felipe? A impressão que tenho assistindo aos jogos do Coringão é que os jogadores estão pouco ligando para os jogos que restam nesse Brasileirão. Acho até que estão é com a cabeça já na próxima temporada. Essa é a desvantagem de garantir vaga antecipada em Libertadores. Quase sempre o ganhador da Copa do Brasil faz apenas campanha mediana na sequencia do brasileiro mas creio que o torcedor da arquibancada, aquele que paga caro no ingresso e enfrenta muita dificuldade para acompanhar um jogo de futebol merece mais respeito e consideração. Como corintiano, espero que o time ao menos tente jogar um futebol mais competente, um futebol que justifique o sacrfício do torcedor. Em jogos tão sem vontade de jogar e vencer, a arquibancada dá a resposta.
Vamos meu Timão............ Não pára de lutar!!!!!!

sábado, 19 de setembro de 2009

O retorno


Ronaldo está de volta. Fora de combate desde o dia 26 de julho, quando fraturou a mão esquerda no clássico contra o Palmeiras, em Presidente Prudente, o atacante do Corinthians está confirmado para encarar o Goiás neste domingo, às 18h30m (de Brasília), no estádio do Pacaembu, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. "Estou à disposição do Mano, com o aval do departamento médico. Vou usar uma pequena proteção de espuma na mão. Agora o Mano decide o que é melhor para o time", afirmou. Na última quinta-feira, o técnico Mano Menezes já tinha praticamente confirmado o retorno do craque em sua página no Twitter. O comandante alvinegro escreveu que provavelmente a partida diante do time goiano marcaria a volta do Fenômeno, que, além de ter feito uma cirurgia no local da fratura, realizou também uma lipoaspiração. A tendência, porém, é que o Fenômeno atue apenas em um dos tempos da partida de domingo, já que ainda não está em perfeitas condições de aguentar o jogo todo. A intenção é prepará-lo melhor para o clássico do dia 27 de setembro, contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, local em que Ronaldo já fez um gol no rival no Paulista. "Ficar parado só atrapalha. Eu tive uma fratura que foi até mais grave do que a gente pensava. O pior de tudo é a volta, os treinamentos... Estou há 15 dias trabalhando de manhã e de tarde. Tudo para voltar ao ritmo dos outros jogadores", disse. Ronaldo tem participado dos treinamentos com bola no Corinthians desde a semana passada, quando o técnico Mano Menezes levou a equipe para um retiro em Itu, no interior de São Paulo. Precavido, o camisa 9 atuou sempre com uma proteção na mão esquerda. E deve ser assim também no domingo, diante do Goiás. Desde que assinou contrato com o Timão, Ronaldo atuou em 27 partidas com a camisa alvinegra e anotou 17 gols, muitos deles decisivos, como na semifinal e na final do Paulistão, contra São Paulo e Santos, respectivamente, nas oitavas de final a Copa do Brasil, diante do Atlético-PR, e também na decisão do torneio, sobre o Internacional. Quando o Fenômeno teve de ficar fora por conta da contusão na mão esquerda, o Corinthians estava na quarta colocação. De lá para cá, a equipe do Parque São Jorge passou por momentos complicados, mas agora parece ter se recuperado e ainda sonha com a conquista do Brasileiro. O time é o sexto colocado, com 37 pontos.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Um gigante quase centenário!

As idéias são muitas................as palavras, talves sejam poucas pra dimensionar o sentimento de 37 milhões de apaixonados.
O orgulho hoje é o sentimento comum,sentimento este que habita cada ser nesse mundo,cujo peito carrega um coração Corinthiano.
Parabéns Timão, por onde eu andar, tu estarás sempre comigo. Parabéns pelos 99 anos de existência e de glórias.
Nada que aconteça ofuscará tua brilhante história!

Posso passar horas aqui escrevendo que não serei capaz de expressar com clareza.


terça-feira, 25 de agosto de 2009

Chegou com recepção de craque............


Mais novo reforço do Corinthians, o argentino Matías Defederico desembarcou nesta segunda-feira, para se apresentar à sua nova equipe. E, com o status de "novo Messi" que recebeu pelas suas atuações no Huracán, teve uma recepção digna de ídolo em São Paulo. Defederico, que chega em contrato para quatro anos ao Corinthians - o clube adquiriu 80% de seus direitos federativos -, não demorou a tecer elogios a Ronaldo, principal craque da equipe. Disse inclusive que ter o centroavante como companheiro influenciou sua decisão de se transferir para o futebol brasileiro. "A vinda de Ronaldo para o Corinthians foi um fator a mais. Ele é uma figura que dispensa comentários", afirmou Defederico. Mais do que o campeão mundial com a seleção brasileira, o atacante traz como exemplo a passagem bensucedida de outros argentinos pelo time do Parque São Jorge. "Mascherano e Tevez já atuaram no Corinthians e deram um passo muito grande na carreira. Isso pode significar muito para mim, porque o Corinthians é um grande clube das Américas", explicou ele. Defederico diz que chega em boas condições físicas e espera não demorar para atuar diante da torcida alvinegra, da qual afirmou já conhecer a fama. Ele esteve na pré-temporada do Huracán e, como o Campeonato Argentino teve início há pouco, não deve ter problemas neste quesito. Novo Messi e Libertadores
Como sempre, o argentino não escapou das comparações com Lionel Messi, atacante do Barcelona e da seleção argentina que está entre os melhores jogadores da atualidade. "Estou muito distante dele, mas vim para tentar justificar esta comparação", comentou Defederico. Além disso, o atacante afirmou sem hesitar que nesta passagem pelo Corinthians, espera retribuir as esperanças da torcida e levantar a taça da Libertadores da América, título ainda inédito para a equipe e principal objetivo em 2010, o ano do centenário.

domingo, 23 de agosto de 2009

Fonte: Timãonet

Corinthians e Botafogo se encaram neste domingo, ás 16h, no Pacaembu, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, em uma partida considerada muito importante para ambas as equipes. Pelo Timão, o técnico Mano Menezes quer provar que ainda acredita na chance do título e aposta na velocidade de Jorge Henrique para vencer o adversário. Pelo lado do botafogo, Estevam Soares precisa da vitória para afastar a equipe da zona de rebaixamento da competição.

O Corinthians recolheu a "toalha jogada" e agora, depois de duas vitórias seguidas diante de dois candidatos ao título, a equipe corintiana voltou a cogitar a conquista do Campeonato Brasileiro. A seis pontos do líder, a equipe de Mano Menezes encara o time carioca pensando na vitória, porém demonstrando respeito ao time carioca.

- O Botafogo é uma grande equipe, empatou fora de casa com o Palmeiras. Não tem jogo fácil. Mas esperamos vencer - disse o atacante Jorge Henrique, que enfrenta seu ex-clube pela primeira vez.

Felipe, com uma torção no tornozelo segue fora do time, e desta vez, quem assume a meta corintiana é Julio Cesar. A atuação de Rafael Santos diante o Internacional deixou Mano Menezes satisfeito, porém o retorno de Julio já estava previsto.

A boa notícia é o retorno de Marcelo Oliveira na lateral-esquerda. Após a saída de André Santos, a posição é a maior dor de cabeça para o treinador corintiano. Bruno Bertucci, Diego e Marcinho já foram testados mas nenhum convenceu. A volta de Marcelo Oliveira deve tranquilizar Mano Menezes.

Já no Botafogo, Estevam Soares juntou os cacos da derrota para o Santo André e resolveu modificar a equipe. O treinador comemorou a volta do zagueiro Wellington e do apoiador Lucio Flavio. Jônatas, que vinha assumindo a vaga de titular da equipe, foi barrado para a entrada de Fahel, sempre criticado pelos torcedores.

A grande dúvida de Estevam é se ele escala a sua equipe no 3-5-2 ou no 4-4-2, barrando também o zagueiro Emerson e dando mais uma chance para o volante Léo Silva.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Timão volta ao Beira Rio completamente desfigurado. Será que dá???

Fonte: Globo.com


Muita coisa mudou para Inter e Corinthians desde aquele 1º de julho. O título da Copa do Brasil para o Timão, com empate por 2 a 2 no Beira-Rio, doeu nos colorados, que agora buscam a revanche no Campeonato Brasileiro. Às 21h50m desta quarta-feira, acontece o reencontro entre dois rivais que vivenciaram perdas e ganhos nos 50 dias que sucederam a decisão.

O Corinthians ganhou o título e, de brinde, recebeu boa dose de paz para trabalhar no Brasileirão. A presença na Libertadores de 2010 é uma garantia para o Timão, mas Mano Menezes perdeu figuras do porte do lateral-esquerdo André Santos, do volante Cristian e do meia Douglas, todos negociados, mais Ronaldo, que segue lesionado.

O Inter tem a vantagem de ir a campo em momento melhor do que o adversário e em fase técnica superior à que vivia na época da final, quando já entrava em declínio. O problema é que agora está sem jogadores do nível de Nilmar, vendido para o Villarreal, e D'Alessandro, afastado por cinco jogos pelo STJD como punição pela confusão que protagonizou justamente na decisão da Copa do Brasil, quando ameaçou agredir o corintiano William.

Uma vitória sobre o Corinthians será o sinal definitivo de que o Inter não dará paz para o Palmeiras, atual líder do Brasileirão. O Colorado entra na rodada com 33 pontos, em terceiro lugar, quatro atrás do Alviverde, mas com dois jogos a menos. O Corinthians precisa crescer mais: é o oitavo, com 28.

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO COMPLETA DO BRASILEIRÃO

Momento decisivo

O Inter entende que a largada do segundo turno do Campeonato Brasileiro já representa um momento decisivo para o clube. Até o fim de agosto, o Colorado ainda encara Palmeiras, Santos e Goiás. No Beira-Rio, a impressão é de que o título de tetracampeão brasileiro passa por essas partidas.

- Não tem nada mais lindo para um jogador do que enfrentar adversários que também estão na luta pelo título. Acho que teremos quatro jogos fundamentais. Serão partidas cruciais para nós – disse o capitão Guiñazu.

O time colorado tem quatro vitórias consecutivas, incluindo o triunfo sobre o Oita Trinita, do Japão, que rendeu o título da Copa Suruga. Ao bater o Santo André por 2 a 0 na última rodada, o Inter perdeu o lateral-esquerdo Kleber, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o atacante Taison, expulso na partida. Marcelo Cordeiro e Bolaños entram no time.

Os jogadores se dividem sobre a herança deixada pela perda da Copa do Brasil. Alguns dizem que já é passado. Outros ainda admitem que sofrem com a derrota. O técnico Tite manifestou que guarda mágoa da atuação do árbitro Héber Roberto Lopes no primeiro jogo da decisão, mas nada além disso.

- Aquilo já terminou – resumiu ele.

Desfalques e novidades no Timão

O Corinthians joga em Porto Alegre sem a mesma pressão dos últimos dias sobre os ombros. Depois de cinco jogos de jejum, o Timão derrotou o Atletico MG por 2 a 0, domingo, no Pacaembu, e finalmente mostrou poder de reação. Sem grandes ambições após a conquista da Copa do Brasil, o clube paulista aparece nove pontos abaixo do líder e rival Palmeiras.

Não bastasse o momento de reformulação do elenco, Mano Menezes tem de conviver com as ausências. Assim, mais do que na qualidade, ele aposta na dedicação da equipe para obter um bom resultado no Beira-Rio, como ocorreu no triunfo sobre os mineiros.

- Espero uma atuação de superação porque precisamos vencer as dificuldades pelas quais estamos passando no momento. A atitude ajuda muito a superar isso. Foi o que tivemos no jogo passado e podemos levar para Porto Alegre, mesmo contra um grande adversário como o Inter – disse Mano.

O Corinthians tem cinco desfalques em relação ao jogo passado: o goleiro Felipe (lesão no tornozelo esquerdo), os zagueiros William (dores na coxa direita) e Diego (suspenso pelo terceiro cartão amarelo), o volante Edu (lesão na coxa direita) e o meia Boquita (convocado para a seleção brasileira sub-20).

A escalação não está confirmada. Na terça-feira, Mano comandou apenas 20 minutos de treinamento. Foi obrigado a encerrar a atividade pela forte chuva que caiu sobre o CT do Parque Ecológico do Tietê. Mesmo assim, conseguiu escolher alguns titulares, como o goleiro Rafael Santos, de apenas 20 anos, grande aposta da diretoria para o futuro. Nas outras posições, Jean deve ganhar a vaga de William, enquanto Moradei fica com o posto de Edu e Morais com o de Boquita.

A dúvida está na lateral esquerda. O meia Marcinho foi testado improvisado no setor. O treinador, contudo, não descarta jogar novamente no esquema 3-5-2, o mesmo utilizado diante do Galo. Assim, os zagueiros Paulo André e Renato são as opções.

domingo, 16 de agosto de 2009

Coringão bate no Galo por 2x0 e respira no BR09


Sob os olhares de Ronaldo, ainda fora por conta de fratura na mão esquerda, o Corinthians, enfim, voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Na tarde deste domingo, com o craque na arquibancada do estádio do Pacaembu, o Timão voltou a jogar bem e venceu o Atlético-MG por 2 a 0, pela última rodada do primeiro turno. Feliz, a Fiel cantou novamente o já tradicional “o Coringão voltou”.

O triunfo acaba com um jejum de cinco jogos da equipe do Parque São Jorge. Nos últimos duelos tinham sido três derrotas (Palmeiras, Náutico e Flamengo) e dois empates (Santo André e Avaí). Agora com 28 pontos, o Timão sobe da 11ª colocação para a oitava. Mas essa situação pode mudar depois dos dois jogos das 18h30m.

Para o Atlético-MG, que jogou com nove desfalques (seis titulares e três reservas), o tropeço na capital paulista faz a equipe de Belo Horizonte cair três posições e deixar o G-4. Saiu da vice-liderança para a quinta colocação, com 32. Só que o Galo tem um jogo a menos em relação aos rivais, porque ainda tem de encarar o Internacional.

Na próxima rodada, a primeira do segundo turno do Brasileirão, o Corinthians vai a Porto Alegre, onde enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, quarta-feira, às 21h50m. É a primeira vez que o time paulista retorna ao estádio onde foi campeão da Copa do Brasil. Já o Atlético-MG joga na quinta-feira, contra o Avaí, às 21h, no Mineirão.

Sem Dentão, Dentinho resolve

Aproveitando o fato de o Atlético-MG estar com um time cheio de desfalques, o Corinthians foi logo para cima do rival. No primeiro minuto teve chance em cobrança de falta de Chicão, que desviou na zaga e saiu pela linha de fundo. Aos 3 minutos, ótima chance para o Galo. O gol só não saiu porque Edu salvou em cima da linha.

Tchô deu bom lançamento para Éder Luís. O atacante, na cara do gol, foi interceptado pelo goleiro Felipe. No rebote, porém, Diego Tardelli chutou rasteiro. Foi então que o volante corintiano apareceu para tirar o perigo. Um vacilo do Timão aos 8 permitiu ainda ao Galo assustar. Jucilei perdeu a bola e Éder Luís bateu de fora da área.

Aos poucos, porém, o Corinthians retomou o domínio do jogo. Prova disso foi a boa jogada criada aos 9 minutos. Dentinho avançou pelo meio e tocou para Boquita na direita. Ele cruzou na cabeça de Henrique, que desviou por cima do gol. Aos 21 minutos, uma baixa no clube paulista. Edu, machucado, deu lugar a Moradei.

Um minuto depois, o Timão aproveitou a apatia do time mineiro e até chegou a marcar, mas o gol não valeu. Dentinho chutou cruzado, Bruno espalmou e Henrique, fazendo falta no goleiro, desviou de cabeça. Aos 24, Dentinho mais uma vez apareceu bem na área, mas tocou fraco na saída de Bruno, perdendo ótima chance.

De tanto insistir, o jovem corintiano enfim marcou aos 25 minutos. Dentinho recebeu a bola na esquerda, ajeito e chutou colocado. O desvio em Werley enganou Bruno (veja no vídeo acima). Mais tarde, aos 34, Bruno, machucado, daria lugar a Edson. Em vantagem no placar, o Timão apenas administrou a posse de bola e Felipe pouco trabalhou.

Corinthians volta a ser Timão

Somente o Atlético-MG voltou com mudança para a etapa final. Celso Roth sacou Tchô e colocou o zagueiro Marcos. A alteração chamou o Corinthians para o campo de ataque, e a pressão foi grande em cima do Galo. Logo no primeiro minuto, Boquita deu ótimo passe para Moradei. Mas o volante, na cara do gol, chutou para fora.

No minuto seguinte, a postura ofensiva imposta pelo Timão no começo do segundo tempo se mostrou eficiente. Após falha de Thiago Cardoso, Boquita recebeu passe na direita da grande área e acertou, com categoria, o ângulo direito do goleiro Edson: 2 a 0. Dois minutos depois, Elias ainda teve chance de ampliar, mas mandou para fora.

Mal em campo e com desvantagem de dois gols, o Galo viu sua situação ficar ainda pior aos 12 minutos. Renan levou cartão vermelho depois de fazer falta por trás em Elias. O corintiano avançava no contra-ataque. O Timão, então, continuou a pressão. Aos 17, após cruzamento de Jorge Henrique, Henrique cabeceou para defesa de Edson.

A boa atuação do Corinthians, especialmente no começo do segundo tempo, fez o torcedor ficar empolgado. Afinal, desde a saída de peças como André Santos, Cristian e Douglas, vendidos, e Ronaldo, machucado, o Timão não jogava tão bem. Pior para o Galo, que, desfalcado, se complicou na partida e teve queda na tabela do Nacional.

Com o jogo totalmente dominado, o Timão passou a controlar mais a posse de bola e diminuiu o ímpeto ofensivo. Principalmente porque o Atlético-MG pouco fez para levar perigo ao gol de Felipe, que quase não trabalhou neste segundo tempo. Voltou a atacar forte apenas nos minutos finais da partida.

Coringão recebe o Galo mineiro pra acabar c/ jejum de gols e de vitórias. Vai Corinthians!!!!!!!!!!!!


Chegou a última rodada do primeiro turno doBrasileirão. E o jogo deste domingo, entre Corinthians e Atlético-MG, às 16h, no estádio do Pacaembu, pode dar um início de segunda parte da competição mais tranquilo ou turbulento para um deles. É claro que a situação dos mineiros é melhor, mas a mudança pode ser drástica.

A equipe comandada por Celso Roth foi líder por várias rodadas e atualmente está na terceira colocação, mas tem chance de disputar a primeira posição com o Palmeiras e com o Internacional. Porém, um tropeço diante do Corinthians, aliado a vitórias de três rivais diretos (Goiás, Internacional e São Paulo podem passar), colocaria o Galo fora do G-4, mas com um jogo a menos.

- A nossa equipe é capacitada, bem treinada, com jogadores de qualidade. Contra o Palmeiras, qualquer um poderia ter vencido. Atingimos um nível muito alto para quem quer ser campeão brasileiro. O objetivo é o título e estamos focados. Sabemos que não é fácil – disse o meia Júnior.

No Corinthians, o momento é mais complicado. A equipe do técnico Mano Menezes não vence há cinco rodadas no Brasileirão. Perdeu de Palmeiras, Náutico e Flamengo e empatou com Santo André e Avaí recentemente. Caiu da quarta colocação para a 11ª, com 25 pontos. E mais: anotou apenas um gol nesse período – Chicão, de pênalti.

- Neste momento, o Corinthians não está na briga pelo título. Foi o que eu disse depois da derrota para o Flamengo. Existem equipes melhores posicionadas para estar nessa disputa. Nós ainda precisamos melhorar bastante para voltar à briga – comentou o técnico Mano Menezes, que segue sem Ronaldo, principal estrela do Timão.

A Rede Globo transmite ao vivo para Minas Gerais. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra para todo o país. O GLOBOESPORTE.COM detalha todos os lances em Tempo Real.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

As equipes

Mano Menezes ainda não pode contar com Ronaldo, que retirou esta semana os pontos que levou após cirurgia na mão esquerda. Segue sem Alessandro para a lateral direita e também não tem Souza para compor o ataque. Ambos estão com problema no joelho direito. O jeito, então, é improvisar e tentar soluções para voltar a vencer.

E foi essa a saída do treinador. Na lateral direita, sacou Diogo, por opção, e colocou o volante Jucilei. Na esquerda, o jovem Bruno Bertucci saiu para que o zagueiro Diego atue na posição. No meio-campo, Edu deve fazer a função de primeiro homem, Elias segue como segundo e Boquita aparece como armador.

Na frente, o esquema com três atacantes não vai mudar. Jorge Henrique volta após cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo e forma o setor ofensivo ao lado de Henrique e Dentinho. No gol, Felipe, e no miolo de zaga, o de sempre: Chicão e William. Outra novidade pode ser a presença de Morais no banco de reservas.

- É uma formação que nos permite variações, como jogar com três zagueiros ou com linha de quatro. Nesse momento que estamos precisamos de segurança defensiva, mas sem abrir mão de sermos ofensivos – comentou o comandante do Corinthians.

Roth monta o Galo com três zagueiros, e Tardelli volta

Cheio de desfalques para a partida, o técnico do Atlético-MG, Celso Roth, cria alternativas para montar o time. No treino desta sexta-feira, na Cidade do Galo, ele escalou a equipe no 3-5-2. Thiago Cardoso, de 18 anos, formará a zaga com Werley e Alex Bruno.

Roth não tem nove jogadores, seis deles titulares. O zagueiro Welton Felipe e os volantes Jonílson e Serginho estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. A lista do departamento médico é mais extensa. O volante Márcio Araújo, o goleiro Aranha, o meia Evandro e o atacante Alessandro, machucados, também estão fora. Além deles, o volante Carlos Alberto e o meia Wellington Saci, que pertencem ao clube paulista, não entrarão em campo por contrato de empréstimo.

O meio-campo é o setor mais afetado. Renan é o único volante titular à disposição. Por isso, o treinador teve de repensar o esquema. Tchô está confirmado no setor ao lado de Júnior. Nas alas, Marcos Rocha e Thiago Feltri são os escolhidos. O goleiro Bruno, de 21 anos, continua como titular.

A bota notícia fica por conta do atacante Diego Tardelli. Vice-artilheiro do Brasileirão, com nove gols, ele retorna da seleção brasileira depois de participar do amistoso contra o Estônia, na última quarta. A motivação para enfrentar o Corinthians está elevada.

- São vários desfalques, mas temos jogadores cheios de vontade e com espírito de grupo. É um adversário difícil e que talvez não esteja tão motivado por ter conquistado a Copa do Brasil e garantido vaga na Libertadores, mas a gente tem a obrigação de vencer e chegar entre os quatro primeiros. Temos que pensar assim para vencer um Corinthians difícil – afirmou.

O atacante colombiano Rentería foi relacionado pela primeira vez e tem chances de estrear na capital paulista.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Já virou Zueira..............


A queda de produção do Corinthians no campeonato brasileiro já preocupa os torcedores mais confiantes.
Não pela perda de jogadores, alguns negociados com clubes do exterior,outros no departamento médico.
O que deixa o mais Corinthiano dos torcedores de cabelo em pé é ver que o Corinthians, forte e campeão do 2°semestre se transformou em um time péssimo e cheio de cabeças de bagre.
Entendo que essa é uma fase de reformulação do elenco, fase de reposição......mas não podemos aceitar repor Moradei no lugar de Cristian, Henrique e Bill na vaga de Ronaldo. Diogo na lateral é medonho, não acerta um cruzamento.........
Marcinho é tosco e o jovem Bruno ainda não pode ser titular do Corinthians.
O Mano, coitado, está tentando com o que pode e na minha visão não tem culpa pela situação.
Não se pode atribuir essa fase ao treinador que já provou seu valor desde que assumiu o desafio de levar o alvinegro de volta a série A em 2008 e que esse ano conquistou dois campeonatos em 3 disputados.
A diretoria sim é a culpada. O desmanche provocou essa falta de identidade desse Corinthians que vemos hoje tomando tapa até de bêbado.
Direção de time que diz ter um planejamento para conquistar uma competição continental em que nunca venceu não pode agir como puta de esquina, abrindo as pernas para qualquer "trocado".
Os cartolas não devem concordar com esse jogo de interesses de empresários de olho grande. O brasileirão no inicio é um ,depois de agosto é outro totalmente diferente. Quase todos os times perdem bom jogadores e a qualidade técnica quase sempre é prejudicada.
Está ligado o alerta no Timão, o flerte com o perigo parece ser de gosto dos diretores. O técnico já jogou a toalha. Foi bem claro que com esse time não tem nenhuma condição de conquista e que o Corinthiano sofrerá até o fim da temporada.
As contusões atrapalham tanto quanto os "bizness" do sr. Mario Gobbi. Perder Ronaldo,Alessandro e JH mexeram demais com a força do time.
Torço pra que Balbuena entre bem no time e consiga dar mais força pela lateral do campo.
Edu ainda está sem ritmo, creio que quando estiver bem, irá contribuir muito.Esse tal de Bill, pelo amor de Deus, deveria ser devolvido ao Bragantino.......não serve! E o Sr. Elias tem de treinar mais fundamentos básicos do futebol como por exemplo, o passe. Não acerta um.
Rezemos Nação, façamos as preces pq o negócio tá feinho e 7 pontos do 17° colocado é muito pouco. Ou a diretoria abre o olho ou será um segundo turno de fortíssimas emoções.....

domingo, 9 de agosto de 2009

Aos pedaços, Timão pega o Fla no Maracanã



Desde que Ronaldo acertou com o Corinthians, a partida entre Flamengo e o clube paulista, neste domingo, às 16h, se encheu de expectativa. O Fenômeno, lesionado, não vai jogar, mas mesmo assim, com as conquistas estaduais de ambos, esperava-se um dos grandes duelos do Brasileirão. Só que nas últimas rodadas, os rivais têm decepcionado. Restou à disputa definir quem pode encerrar o primeiro turno mais pertinho do G4.

Com 24 pontos, o time rubro-negro pode saltar da 11ª para a quinta posição e, depois, ao encarar o Grêmio, consolidar uma boa sequência na etapa da competição. Já o Timão está um pouco melhor - é o oitavo, com 25 -, mas vem em queda livre, principalmente por conta dos desfalques que a janela de transferências lhe proporcionou. Vencer representaria a redenção no Parque São Jorge.

Andrade contará com o retorno de Emerson ao ataque. Mesmo com a possibilidade de ser negociado, está em boa fase e é esperança de gols. Além dele, talvez a principal atração seja Petkovic, titular pela primeira vez desde que retornou. Junto a eles estarão Kleberson e Adriano, formando um quarteto de respeito.

A única dúvida é na zaga. Pode ser que David assuma o lugar de Welinton, por razões técnicas. O treinador aproveitou para tornar a convocar a torcida, fator essencial para as vitórias.

- A torcida pode acreditar e comparecer, até pelas atuações nos últimos jogos. Quase concretizamos uma virada histórica em Goiás e é por isso que pedimos esse apoio - disse Andrade, sem deixar de comentar sobre Ronaldo. - Na forma em que ele está é a referência do Corinthians. Não facilita, mas com certeza é bom não tê-lo contra.

Já o Corinthians segue tentando se acertar após a saída de seu principais jogadores. Sem Cristian, André Santos e Douglas, vendidos nesta janela de transferências, o time de Parque São Jorge já amarga quatro partidas sem vitórias.

Na última rodada, além de perder para o Náutico, também perdeu três jogadores para o confronto no Maracanã. Jorge Henrique recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão. Já Alessandro e Souza preocupam não só para esse jogo. Souza ficará de fora por duas semanas e Alessandro quatro.

Com os desfalques, Mano deve mudar o esquema de jogo do time. Com a entrada de Moradei no meio, o time passa a ter dois atacantes. Bill e Dentinho formam a dupla. Na lateral direita, Diogo pega a vaga de Alessandro. A preocupação do Corinthians é a defesa. Mesmo contando com a dupla titular, o Timão terá pela frente Adriano. O Imperador já marcou nove vezes e é um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro.

- Se não marcar o Adriano, você sabe o final do filme. É um jogador que preocupa pela situação diferenciada. Jogamos contra ele no início do trabalho. Ele até fez um gol que deu polêmica. É um jogador que tem de marcar duro se não complica - disse Mano, lembrando de quando enfrentou Adriano, ainda no São Paulo.

Problemas à parte, a expectativa é de um grande jogo no Maracanã. Mesmo sem a presença de Ronaldo, a partida entre os times é muito agurdada por todos.

- Para mim, Flamengo x Corinthians é o maior clássico do futebol brasileiro, reúne as duas maiores torcidas do país. E será uma partida importante para as duas equipes. O Flamengo vem de derrota e nós também não estamos conseguindo bons resultados - disse o atacante alvinegro Henrique.

domingo, 2 de agosto de 2009

O sofrimento voltou.....................


Mano Menezes pediu um mês para colocar o Corinthians no mesmo nível do primeiro semestre. Enquanto isso, a Fiel vai ter de se acostumar com resultados nem sempre tão satisfatórios. Nesta tarde de domingo, o Timão não passou de um empate por 0 a 0 com o Avaí, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. Foi o terceiro jogo consecutivo sem vitória do Alvinegro, que fica mais distante da briga pelo terceiro título da temporada.

Com o tropeço, o Corinthians sobe para 25 pontos, ainda em quinto lugar, mas vê o arquirrival Palmeiras disparar na ponta da classificação, com 34. Já o Avaí, que vinha de cinco vitórias consecutivas, chega aos 23 pontos, em nono, abrindo boa vantagem para a zona do rebaixamento e passando a sonhar com uma vaga em alguma competição internacional em 2010.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrenta o Náutico, quarta-feira, às 21h50m, no estádio dos Aflitos, em Recife. No mesmo dia, mas às 21h, o Avaí recebe o Santo André, na Ressacada, em Florianópolis.

O Corinthians começou a partida disposto a espantar a má fase. Com uma forte marcação no campo de ataque, o Timão atrapalhou a saída de bola do Avaí e encurralou o adversário nos primeiros minuto. Souza, substituto de Henrique, teve a primeira chance. Aos dois, Jorge Henrique cruzou da direita e o centroavante, livre na área, cabeceou por cima.

O Alvinegro também levou perigo pelo outro lado, aos cinco. Bil, estreando como titular, deu belo passe para o volante Jucilei na área. Desequilibrado, ele desviou de pé direito, mas Eduardo Martini defendeu em dois tempos. Quatro minuto depois, o goleiro operou um milagre. Souza cruzou forte da direita e ele espalmou. Na pequena área, Bill pegou o rebote, bateu forte, mas o camisa 1 de Santa Catarina espalmou de forma espetacular.

Os lances serviram para o Avaí acordar e abandonar momentaneamente a postura cautelosa. Aos 21, William recebeu passe de Luis Carlos e, na saída de Felipe, tocou rasteiro no canto esquerdo. A bola passou raspando a trave e saiu pela linha de fundo. O Corinthians assustou novamente aos 24. Souza desviou de cabeça, Bill ganhou do zagueiro Rafael na corrida na entrada da área e tocou por cobertura, carimbando o travessão.

Mais ofensivo, o Avaí desperdiçou ótima oportunidade, aos 31. Eltinho cruzou da esquerda e Luis Ricardo tocou de cabeça para a pequena área. Sem marcação, William arriscou uma meia bicicleta, mas errou o alvo e mandou a bola à esquerda de Felipe, para alívio da Fiel. Jorge Henrique deu a resposta, aos 35, desviando de cabeça com perigo um escanteio batido pelo lado direito.

Eduardo Martini segura igualdade

No segundo tempo, o técnico Mano Menezes tentou dar mais força ao Corinthians pelo lado esquerdo com a entrada do garoto Bruno Bertucci na vaga de Marcinho. A troca, porém, pouco efeito surtiu. O Timão caiu bastante de rendimento, enquanto o Avaí se limitou a esperar os contra-ataques e a jogar no erro dos paulistas.

A primeira boa chance da etapa complementar, aliás, foi dos visitantes, aos 21. Marquinhos bateu escanteio, a zaga se atrapalhou e a bola tocou na trave. Logo em seguida, o técnico Mano Menezes sacou Jorge Henrique para a entrada de Marcelinho, mais um vindo das categorias de base. No entanto, mais uma vez, o Timão não conseguiu apresentar uma melhora significativa.

Felipe salvou o Corinthians aos 30 minutos. Em contra-ataque, Roberto recebeu pela esquerda, cortou a marcação e bateu cruzado para o goleiro fazer ótima defesa.

Logo em seguida, quem começou a brilhar foi o goleiro Eduardo Martini. Aos 33, Elias aproveitou sobra na área e bateu rasteiro e o camisa 1 espalmou. Pouco depois, Marcelinho invadiu a área pela direita, bateu cruzado e, mais uma vez, ele desviou. Pressionando, foi a vez de Souza cabecear com estilo e o arqueiro voar no canto esquerdo, garantindo um ponto para o time de Silas.

É ganhar ou ganhar.


Rivais na Série B do Brasileiro de 2008, Corinthians e Avaí se reencontrarão neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Pacaembu, vivendo momentos diferentes na elite do Campeonato Brasileiro. Enquanto a equipe catarinense tenta a sexta vitória consecutiva, o Alvinegro busca um triunfo para recuperar a tranquilidade, abalada pela venda de alguns titulares e pela queda de rendimento do time. Antes dono de uma boa campanha no Campeonato Brasileiro, o Corinthians não vence desde que perdeu Cristian, André Santos e Douglas para times do exterior. Com a derrota para o Palmeiras e com o empate contra o Santo André nas duas últimas rodadas, o time de Parque São Jorge caiu para a sexta posição, com 24 pontos, dois a mais do que possui o oitavo colocado Avaí. "Os seis primeiros meses deste ano foram fantásticos para nós, mas agora é normal termos uma queda de rendimento. É difícil perder atletas importantes, mas temos um elenco grande e, mesmo que demore um pouco, vamos nos acertar novamente e conseguir apresentar o futebol de antes", promete o goleiro Felipe. Para o duelo no Pacaembu, o Corinthians terá a volta de Alessandro e Elias, que cumpriram suspensão contra o Santo André. Por outro lado, Dentinho, expulso contra o Ramalhão, e Ronaldo, lesionado, são as baixas do técnico Mano Menezes, que ainda tem uma dúvida de última hora: O atacante Henrique, com conjuntivite "Em casa temos a responsabilidade de vencer. Enfrentaremos o Avaí, que vem de cinco vitórias seguidas e, se não ganharmos, sabemos que a pressão vai crescer", já prevê Felipe. A preocupação do goleiro corintiano faz sentido, já que o Avaí não sabe o que é perder desde 11 de julho, quando caiu diante do Botafogo por 2 a 1. Desde então, o time catarinense passou por Goiás, Sport,Grêmio, Atlético-PR e Vitória, vítimas da ascensão do time catarinense. Contudo, o Avaí voltará ao Pacaembu, palco de uma briga (entre Marquinhos, dos catarinenses, e Morais, do Alvinegro) no jogo do returno da Série B de 2008 contra o próprio Corinthians, desfalcado. Grande destaque da goleada sobre o Vitória por 4 a 0 na última rodada, Muriqui desfalcará a equipe por ter recebido o terceiro cartão amarelo contra o time baiano, mesma situação de Ferdinando. Léo Gago, expulso também contra o Rubro-Negro de Salvador, é outra baixa para o técnico Silas, que vê o duelo como um bom teste para seu time. "Contra o Corinthians, que é o campeão da Copa do Brasil, teremos a oportunidade de ver o grupo que nós temos", aponta o treinador do Avaí.



Escalação de Corinthians X Avaí

Corinthians: Felipe; Alessandro, Chicão, William e Marcinho (Bruno Bertucci); Jucilei, Elias e Boquita; Jorge Henrique, Henrique (Souza) e Bill
Técnico:
Mano Menezes

AVAÍ: Eduardo Martini; Rafael, Augusto e Emerson; Medina, Pingo, Luiz Ricardo, Marquinhos e Eltinho; Ricardinho (Odair) e Willian
Técnico:
Silas

terça-feira, 28 de julho de 2009

Negócio bom hein Sr. Mario Gobbi...........


A transferência Douglas para o Wasl, de Dubai, contradisse o pensamento do diretor de futebol Mário Gobbi Filho, em recente entrevista coletiva, de que o objetivo final do futebol é dar retorno financeiro ao clube. A venda do meia, praticamente, não renderá nada ao Corinthians.

De acordo com o presidente do São Caetano, Nairo Ferreira, pela aquisição do jogador, o clube dos Emirados Árabes Unidos vai desembolsar US$ 3 milhões (cerca de R$ 7 milhões), valor esse que será dividido entre seu clube e o Timão, donos dos direitos econômicos de Douglas.

Os R$ 3,5 milhões que serão recebidos pelo Corinthians, praticamente, quitam o valor desembolsado pelo clube na aquisição do meia junto ao Azulão, em maio de 2008. Na ocasião, ficou acordado o pagamento de R$ 3,3 milhões, em seis parcelas iguais. Ou seja, um lucro de apenas R$ 200 mil.

Se, financeiramente, Douglas não rendeu quase nada, vale ressaltar que dentro de campo a contratação do meia foi importantíssima ao Timão. Com o maestro em campo, foram três títulos: Série B, Paulista e Copa do Brasil. O camisa 10 conquistou as três competições que disputou.

É hora de reagir Timão!!!!!


O Santo André recebe o Corinthians em São José do Rio Preto, no Teixeirão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Ramalhão está na 13ª posição com 17 pontos enquanto o Timão ocupa a quinta colocação somando 23 pontos.

O Corinthians ainda tenta absorver a derrota sofrida para o rival Palmeiras na última rodada do Campeonato Brasileiro, no domingo. Não só os três pontos, a equipe de Mano Menezes também perdeu seu artilheiro, no Campeonato e na temporada. Ronaldo sofreu uma fratura na mão e desfalcará a equipe nas próximas cinco semanas.

Para a primeira partida sem Ronaldo, o treinador corintiano terá mais desfalques para compor a equipe titular. Na partida contra o Palmeiras, Elias recebeu o terceiro cartão amarelo e Alessandro foi expulso. Ambos cumprirão suspensão. Na a vaga de Elias, Moradei deve entrar no time. Alessandro já foi reserva na última partida e Diogo deve ser mantido.

A maior preocupação mesmo é a ausência do Fenômeno. No último treinamento antes da partida, Mano optou por Henrique no ataque. Souza e Bill, com a documentação em dia para estrear, devem figurar no banco.

- Temos de resolver os problemas do ataque sem Ronaldo. Não queremos abrir mão de um homem de referência, funcionamos bem assim. Quero ver um pouco o Henrique como é a produção dele. Ainda não o vimos desde o início de uma partida - disse Mano.

Sem treinador e há três partidas sem vencer, o Santo André junta os cacos. Ainda esperando o anúncio do substituto de Sérgio Guedes, demitido na última segunda-feira, o Ramalhão será comandado interinamente pelo ex-jogador Sandro Gaúcho.

Para o confronto diante do Timão, o interino não poderá contar com o atacante Nunes, expulso na partida diante do Grêmio por acertar uma cotovelada em Herrera. Para seu lugar, o boliviano Pablo Escobar e o contestado atacante Osny brigam pela vaga

Contratado esta semana pelo clube, o atacante Luís Mário, que já defendeu Corinthians e Grêmio, espera a documentação ser liberada para ficar à disposição para a partida.

O duelo será especial para o meia Marcelinho Carioca. Corintiano declarado, o pé de anjo enfrenta pela segunda vez neste ano o clube que o consagrou. No Campeonato Paulista, as duas equipes empataram por 0 a 0, em Santo André.

O Corinthians não vence o Santo André desde 2006. Na última vitória alvinegra, por 4 a 1, o gol do Santo André foi marcado pelo agora são-paulino Hernanes. De lá pra cá foram quatro empates. Ao longo da história, em 28 jogo, 13 vitórias do Corinthians, 11 empates e 4 vitórias do Ramalhão.


sábado, 25 de julho de 2009

Timão vai a Presidente Prudente para enfrentar o Porcú


Fonte - Uol Esportes


A vice-liderança do Brasileiro e a chegada de Muricy Ramalho deixaram o ânimo no Palmeiras elevado. Mas o Corinthians está disposto a estragar esse cenário. Embora também faça boa campanha, o time alvinegro se sente pressionado por atuações convincentes após a perda de jogadores importantes e não quer deixar justamente o rival atrapalhar seus planos.

- O Palmeiras vai querer mostrar serviço, mas não queremos perder o clássico. Sabemos que quando um time perde um clássico a casa cai - alertou Dentinho, um dos jogadores sondados para deixar o Corinthians, mas que afirmou nesta sexta-feira que ficará para disputar a Libertadores de 2010.

A preocupação no Parque São Jorge é pela empolgação alviverde. Embora tenha perdido para o Goiás na rodada passada, o Palmeiras chegou às primeiras colocações sob o comando do interino Jorginho. Agora, conta com o reforço de Muricy, que às 16h deste domingo assistirá ao clássico das tribunas do estádio Eduardo José Farah.

- Eles estão com um treinador novo e vão querer mostrar serviço, ainda mais para alguém com a qualidade do Muricy. O Palmeiras está fazendo um excelente campeonato, mas cada clássico tem sua história e espero que a gente consiga a vitória - emendou Dentinho.

O Corinthians teme ser pressionado em caso de derrota devido à insatisfação gerada na torcida após as vendas de jogadores importantes. Nesta semana, André Santos e Cristian foram negociados com o Fenerbahce, da Turquia. Douglas está a caminho dos Emirados Árabes (o clube paulista aguarda resposta da contraproposta que fez).

Na última quinta-feira, a principal torcida organizada protestou contra a diretoria no intervalo do jogo diante do Vitória (o Corinthians triunfou por 2 a 1). O grupo mostrou insatisfação com as transferências, cobrou reforços e um time forte para a disputa da Libertadores no ano que vem.

Por isso, um bom resultado no clássico pode ajudar a acalmar aqueles insatisfeitos. Embalado por três vitórias seguidas e ocupando a quarta colocação, o Corinthians sobe pelo menos mais uma posição caso supere o Palmeiras. Dependendo do resultado do Internacional diante do Botafogo, a equipe de Mano Menezes pode terminar a próxima rodada na vice-liderança.

Cenário perfeito para deixar o ambiente leve no Parque São Jorge mesmo em meio à turbulência causada pelas já consumadas e pelas possíveis saídas de jogadores titulares. Além dos já citados, Felipe e Elias são outros que aguardam propostas concretas para deixar o Corinthians.



terça-feira, 21 de julho de 2009

Nosso guerreiro se foi...................


Corinthianos de todos os cantos do mundo, hoje é um dia triste para todos os torcedores do Corinthians. Perdemos dois dos nossos soldados, mais precisamente André Santos e Cristian. O Fenerbahçe chegou com a mala de dinheiro e levou embora. O mês de Agosto costuma ser dramático mesmo para os times do Brasil, os europeus saem ás compras e deixa por aqui times desfigurados para a sequencia do campeonato brasileiro. No caso do Coringão, ainda um pouco pior. Perdemos um jogador que há muito tempo não aparecia pelos lados de Parque São Jorge. O Volante Cristian chegou desconhecido no meio do inferno da série B em 2008 e logo ganhou a titularidade. Nos primeiros jogos com a camisa do Tomão já mostrou que se tratava de um volante raro, bom passe, boa presença em campo, nos desarmes e principalmente, com um chute potente e certeiro, conquistou as arquibancadas com sua raça e seus gols de longa distancia. O bambi Ceni tá procurando a bola do segundo gol na semi final do paulistinha até hoje................








André Santos também, participou da jornada de volta pra série A, marcou gols importantes para as conquistas da segundona,do Paulista invicto e principalmente da Copa do Brasil, marcando o segundo gol do Corinthians em pleno Beira-Rio de Lágrimas...... No futebol de hoje, onde o que manda é o $$ e os empresários, são raros os jogadores que vestem a camisa, honram as cores em campo e principalmente,se emocionam em uma despedida. Essa foi a despedida de Cristian, marcada pela emoção, na frente dos microfones e repórteres presentes na sala de imprensa nesse dia 21/07/2009. Admito que também fiquei emocionado em ver a reação do camisa 6, pra ser sincero, pensei que jamais veria um jogador emocionado e chorando ao deixar um clube de futebol. São coisas assim que me fazem ser ainda mais apaixonado por esse clube. Creio que a receita do sucesso desse elenco corinthiano seja uma coisa simples e rara em times nos dias de hoje: a amizade,companheirismo e amor a camisa. Cristian sempre honrou e respeitou nosso manto, representou muito bem o espírito corinthiano e hoje sai de cena, rumo á Turquia deixando as portas escancaradas e com toda certeza, cada Corinthiano um pouco mais triste. Desejo muito sucesso nessa nova fase e tenho plena certeza que nunca nos esqueceremos da forma como defendeu nosso Poderoso Timão,da raça e O meu muito obrigado e de todos os Corinthianos. Valeu André, Valeu Cristian!!!!!

Veja abaixo o vídeo da despedida.




Sai André Santos e Cristian e chega...............Bill






Outro fato de marcou o dia no Corinthians foi a apresentação do atacante Bill, contratado junto ao Bragantino para a sequencia do campeonato. O contrato foi assinado por tres anos.Parece até piada, perder Cristian e André Santos e apresentar o desconhecido Bill. Sem bancar o seca-pimenteira e nem o corneta desinformado, tomara que eu queime minha lingua e que o Bill possa representar no Coringão.

domingo, 19 de julho de 2009

Timão vence Cruzeiro. 1x2 no Mineirão



Em seu primeiro jogo após a perda do título da Libertadores, o Cruzeiro teve o apoio de sua torcida e utilizou um time forte, mas não conseguiu superar o Corinthians, neste domingo, no Mineirão. No reencontro com o clube que o revelou para o futebol mundial, Ronaldo, mesmo não estando nos dias mais inspirados, foi fundamental para a vitória do time paulista, por 2 a 1, já que deu passe para um gol e marcou outro. Com a vitória, o Corinthians chegou a 20 pontos, assumindo, provisoriamente a quinta posição - que, no entanto, poderá perder ainda na noite deste domingo, em caso de vitória do Barueri, em sua casa, contra o Náutico. Já o Cruzeiro, com sua terceira derrota consecutiva no Brasileiro, pode terminar a 12ª rodada na zona de rebaixamento, correndo o risco de ser ultrapassado por Botafogo e Avaí, que jogam com Flamengo e Sport, respectivamente, neste domingo. O relaxamento em alguns momentos nas partidas, mal diagnosticado pelo técnico Mano Menezes após a conquista da Copa do Brasil, ajuda a explicar a dificuldade vencer por um placar maior, apesar de o Cruzeiro ter ficado com 10 jogadores, desde os 27 minutos do primeiro tempo, e com dois volantes - Henrique e Fabinho -, improvisados como zagueiro. Mesmo antes de a bola rolar, Ronaldo, que foi revelado pelo Cruzeiro no início da década de 90, já era o centro das atenções, ofuscando até mesmo o Gladiador Kléber, principal atacante celeste, que abriu mão de sua lua de mel e ajudar o seu clube a se recuperar do trauma da Libertadores - o atacante casou-se com Débora, na noite de sexta-feira. O Fenômeno foi homenageado colocando os pés na calçada da fama do Mineirão. Além disso, ele recebeu placas do Cruzeiro e da Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE), entregues por seus presidentes Zezé Perrella e Carlos Cruz, respectivamente. Ronaldo foi vaiado sempre que pegava a bola - algo que não aconteceu muitas vezes até os 22 minutos, quando deixou Jorge Henrique livre para marcar o primeiro gol da terceira vitória do Corinthians após o título da Copa do Brasil. No segundo tempo, o Fenômeno marcou o seu gol contra o time que o projetou. O primeiro tempo entre Cruzeiro e Corinthians foi movimentado. Teve gol válido, pênalti desperdiçado, gol anulado e expulsão. Ao final dos 45 minutos iniciais, o time paulista saiu com a vitória parcial por 1 a 0. Apesar disso, a equipe cruzeirense esteve melhor na maior parte dessa etapa. Até os 19 minutos, o clube mineiro havia criado quatro oportunidades, não concretizadas, por causa das falhas de pontaria de seus jogadores. Quando era dominado, o Corinthians chegou ao seu gol. Ronaldo deu passe certo para Jorge Henrique, que driblou o goleiro Fábio e marcou, calando a torcida local. Cinco minutos depois, o Fenômeno teve duas chances para ampliar a vantagem. Na primeira, ele fez a jogada correta e chutou firme. O zagueiro Leonardo Silva salvou o gol, colocando a mão na bola e foi expulso. Na cobrança, no entanto, Ronaldo errou. Com paradinha e tudo, o goleiro Fábio fez a defesa, que voltou a inflamar o torcedor e a motivar o time em campo. Apesar do entusiasmo, o Cruzeiro ficou em situação complicada já que havia entrado com o volante Henrique improvisado na zaga. Com a expulsão de Leonardo Silva, o time celeste ficou sem especialistas na zaga.O técnico Adilson Batista colocou outro volante, Elicarlos, no lugar do jovem meia Dudu, recuando Fabinho para compor a defesa. Embora atuando com a zaga improvisada, o Cruzeiro esteve mais perto do gol, criando pelo menos três chances. Aos 43min, Jonathan marcou, mas o gol foi foi anulado pelo árbitro goiano Elmo Alves Resende Cunha, que deu falta de Wellington Paulista sobre Chicão. O gol não validado gerou protestos da torcida e também dos jogadores cruzeirenses. "Até agora não sei o que ele marcou. Saí para comemorar; quando fui ver, o juiz estava anulando", lamentou Jonathan. O lateral corintiano André Santos, por sua vez, lamentou o pênalti não convertido, mas demonstrou confiança em segurar a vitória. "É acertar o posicionamento, porque estamos com um homem a mais", afirmou. E o Corinthians teve chance, logo no começo do segundo tempo, para aumentar sua vantagem. Em 11 minutos, o time paulista desperdiçou três oportunidades. Numa delas, aos 9min, Fábio fez ótima defesa, em chute de Ronaldo. Depois disso, foi a vez de o Cruzeiro desperdiçar gols em série, até que Ronaldo, um rápido contra-ataque corintiano, fez o seu, aos 31 minutos. Depois de se abater com o segundo gol, o Cruzeiro voltou a atacar e conseguiu o seu gol. Kléber, aos 39min, cobrando pênalti,, que ele mesmo sofreu. Aos 47min, o goleiro Felipe salvou o gol ao fazer duas defesas, em cabeçada de Thiago Ribeiro e depois dividida com Kléber.